segunda-feira, 3 de julho de 2017

Revista TITITI: Totia Meirelles: 'Nunca me arrependi da decisão de não ter sido mãe!'

Além de falar sobre a questão da maternidade, a estrela de 'A Força do Querer' abre o jogo sobre o casamento de 25 anos (e à distância), vaidade e muito mais


Dona de uma personalidade marcante e tipos inesquecíveis na TV, Maria Elvira Meirelles – ou Totia, apelido surgido na infância, mas que nem a mãe da atriz, Zulmira, sabe de onde saiu – mais uma vez rouba a cena em horário nobre. Em A Força do Querer, a estrela vive Heleninha, mãe de Yuri (Drico Alves), que, sem querer, ajudou a colocar Rubinho (Emilio Dantas) na cadeia e, em paralelo, se torna vítima do assassino jogo da Baleia Azul. O papel foi dado a Totia por sua “madrinha na TV”, Gloria Perez, que sempre faz questão de tê-la em suas novelas (esta é a sétima!)... Como esquecer, por exemplo, da terrível Wanda, de Salve Jorge (2012), que traficava pessoas, inclusive bebês? 

Feliz na carreira, na vida real Totia também só tem a comemorar. No ano que vem ela completará 60 anos muito bem curtidos, especialmente no casamento de 25 com o médico Jaime Rabacov. Quanto às bodas de prata, ela diz brincando: “Não é fácil chegar lá”. Quase que desde o início, esse amor é mantido a distância. Afinal, enquanto grava suas cenas na capital fluminense, ele se dedica à medicina em Miguel Pereira, no interior do Rio. E tudo vai muitíssimo bem, obrigada! 

Por opção, a artista não teve filhos. Mas se delicia com o fato de ser avó de coração dos pequenos Santiago e Pilar, herdeiros da enteada, Olívia. A justificativa pela decisão quanto à maternidade? “Criar dá muito trabalho”, diz a intérprete, aos risos. Sem ceder a clichês e rótulos, Totia admite ter lá suas desavenças com o tempo. E, sempre muito bem-humorada, comenta: “Envelhecer é muito chato, mas eu quero mesmo assim!” Procedimentos estéticos? Com ela, sim, sem o menor problema! “Já fiz tudo, de botox a preenchimento. E demoro duas horas todas as noites passando cremes e hidratantes”, confessa, às gargalhadas.

TITITI – Mais uma parceria sua com a Gloria. Garantia de sucesso, não? 
Totia Meirelles – Gloria é uma visionária, está à frente do seu tempo. Fora que, como ela escreve a novela sozinha, o texto é uma delícia, fácil de decorar. Sou muito grata porque ela me deu, por exemplo, minha primeira vilã, a Wanda de Salve Jorge. Então, só tenho a agradecer. Ela é a minha madrinha na televisão. 

TITITI – Vai ser tranquilo chegar aos 60? A gente não leva numa boa, não. Ninguém leva, viu?! Nunca fui de ter crises, mas pirei quando cheguei aos 40. Hoje, acho uma bobagem, estava inteiraça (risos). Depois, quis que viessem os 50 e agora, prestes a entrar nos 60... deixa para lá (gargalhadas). Vamos viver o agora. 

TITITI – O tempo foi muuuito gentil com você... 
Envelhecer é terrível (risos). O mais difícil é se acostumar com a velhice chegando, porque, na minha cabeça, ainda tenho 20 anos e sou capaz de fazer tudo o que fazia. Mas aí chegam os netos, você tenta dar uma cambalhota e vê que não consegue mais (risos). Aí sente que a idade chega e o tempo me surpreende a cada dia.

TITITI – O que faz para se cuidar? 
Tudo o que tem para me deixar mais bonita, eu faço (gargalhadas). Não sou contra absolutamente nada! Minha dermatologista me passa uns cremes, mas estou aqui, toda de toxina botulínica! O vídeo é muito cruel, ainda mais o HD. O procedimento ajuda a dar uma suavizada, sobretudo na nossa pele, que passa muito tempo maquiada, o que acaba com ela. Sou súper a favor e faço mesmo!

TITITI – Antes das aplicações tinha preconceito? 
Nunca! Achei, é verdade, que nunca precisaria da técnica, até o dia em que minha irmã me levou pela primeira vez para aplicar. Ela falou que eu tinha de colocar e eu lá, achando que não. Enfim, botei e vi que estava completamente louca achando que não havia necessidade. Antes estava toda enrugada e agora é que estou bem. 

TITITI – Sente-se cobrada pela decisão de não ter tido filhos? 
Não fui mãe, pulei logo para a parte boa de ser avó. Sempre me senti, sim, um pouco cobrada nesse sentido, mas isso nunca me afetou. Até imaginei que, mais velha, poderia bater uma culpa, mas não aconteceu. Nunca me arrependi da decisão de não ter sido mãe. Minha família é incrível e minha enteada me deu dois netos maravilhosos. Pulei a parte chata que é criar, agora só usufruo!

TITITI – Quem mais questionou você sobre a maternidade?
Depois que se casa, a primeira pergunta de todo mundo é: “Quando vão vir os filhos?” Mas, como sou a única atriz da família, eles devem pensar: “Ah, ela é artista, ela é diferente” (risos). Meus pais me cobraram bem menos do que os amigos. 

TITITI – Você e seu marido moram em cidades distintas... Distância faz bem à relação? 
Não sei se posso recomendar ou não, afinal, nunca vivi o outro lado. Nunca tive a menor ideia do que é conviver ali, todo dia, com a mesma pessoa. Contudo, nosso casamento está dando certo há 25 anos. Não quero mexer em nada, está bom desse jeito. Cada casal tem que achar seu ponto de fuga para fazer a relação durar. 

TITITI – Seus netos também só te respondem pelo celular igual ao Yuri? 
Se você deixar, as crianças não falam mais, não escrevem mais do próprio punho. Não sei se é ruim ou não, vai que no futuro ninguém mais use letra cursiva? Mas tudo tem de ser medido, nem muito, nem pouco. A Heleninha é meio histérica. Eu não seria assim nessa questão. 

TITITI – Seu lado avó também a leva à cozinha para fazer delícias ou também gosta de quebrar com esse estereótipo? 
Amor, eu aprendi a cozinhar com a Ana Maria Braga (a atriz participou doSuperChef Celebridades em 2015)! Minha especialidade é abrir a geladeira, ver o que está dando sopa ali e inventar. Não tenho uma receita, assim, que seja fera... Meu negócio é essa química, essa transformação de pegar um chuchu e deixá-lo delicioso (gargalhadas). 

TITITI – Curte redes sociais? 
Sou péssima nisso (risos)! Graças a Deus, tenho um fã-clube que faz meu blog, porque eu, mesma, não posto nada. Tenho até um pouco de preguiça. Ah, mas adoro espiar. Sou uma voyeur nessa coisa de rede social. Não faço nada por lá, mas estou sempre de olho em tudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário